Acompanhe aqui:

20 de abril de 2011

Melo quase decide e os Knicks quase vencem


Nem o torcedor mais pessimista de New York poderia prever a perda de Stoudemire e Billups por lesão no mesmo dia, porém aquele que sobrou, Carmelo Anthony, foi suficiente para manter o Knicks vivo na partida e com um jogo histórico quase levou a vitória para casa. Seria um conto de fadas para Melo se não fosse as decisões erradas dele e de seu time nos segundos finais

Eu cansei de comentar que, mesmo naquela fase horrível, pegar o Knicks em uma série de playoffs seria extremamente difícil. O Sixers estava em grande fase, mas não tem um grande jogador para decidir esse tipo de partida. O Knicks tem. O primeiro jogo já mostrou como seria a série: na hora do aperto, os talentos individuais de cada equipe entrarariam em cena. O azar da equipe de New York foi entrar sem Billups e perder Amar’e no fim do primeiro tempo. O primeiro pensamento que vem à cabeça: agora o Celtics passeia. O Melo, sozinho, não segura o barco. A ex-estrela de Denver chamou o jogo para si. A vantagem dos celtas chegou estar na casa dos 11 pontos, mas o Knicks foi valente e não desistiu. Não se importou com as ausências e foi com o que tinha: Melo, Toney Douglas, Jarred Jeffries, Roger Mason Jr. e cia.

Com os seguidos “2 pontos e a falta” de Carmelo, a equipe de Mike D’Antoni ia crescendo. Chegou a virar a partida e colocar 4 pontos de vantagem. Aí começou a ser questionada a atuação de Anthony,que começou a soltar a bola. Quando se esperava um jogador prendendo a bola, partindo para cima como vinha fazendo e conseguindo êxito, resolveu ser coletivo. Não deu certo.


Apesar da pífia atuação nos três primeiros quartos, Kevin Garnett é craque e tem estrela, entrou em quadra no último quarto com vontade de ganhar o jogo e foi decisivo marcando pontos e roubando a bola no último lance em que o Knicks teria chance de virar o jogo.

Rajon Rondo teve uma noite notável, anotando 30 pontos, seu novo recorde de pontos em playoffs, e ainda distribuindo 7 assistências e pegando 4 rebotes. Melo poderia ter se consagrado e levado seu time à vitória mesmo com desfalques de peso. Seus 42 pontos, conseguidos com ajuda de 4 bolas bolas de três, e 17 rebotes impressionaram.

Olhe para sua casa e veja se não caiu algum pingo de chuva. O que o cara fez impressionou, quase deu saudade para os torcedores de Denver, mas na hora que ele não só poderia, mas como deveria ser fominha à vontade, ele se omitiu.

A série está 2-0 para os Celtics. Os dois próximos jogos são no Madison Square Garden, nos dias 22 e 24. Amar’e volta, Billups é dúvida. O Knicks tem totais condições de empatar e manter viva a esperança de eliminar um dos favoritos ao título. Vem se desenhando para ser uma das melhores séries , se não a melhor, dessa primeira rodada de playoffs.

1 comentários :

muito bom esse texto...chegou uma hora do jogo ontem que parecia MELO x RONDO...go celtics!!!!

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!