Acompanhe aqui:

26 de março de 2011

O melhor da sexta-feira na NBA

A alegria toma conta do banco dos Raptors. Tomar 84 pontos no primeiro tempo é difícil, hein?


Acompanhei atentamente dois jogos ontem. Vi a boa vitória do Bucks sobre o desorganizado New York Knicks, e vi o Blazers conseguir uma virada espetacular contra o time de melhor campanha na liga.

Começando pela partida no Madison Square Garden, uma repórter perguntou ao Melo qual era o problema com o time de New York. Ele respondeu que o time estava nervoso, que todos queriam decidir. Ele parecia tranquilo para quem está vendo seu ex-time jogar bem, e seu atual time estar 7-10 desde sua chegada. O Bucks desde o primeiro minuto mostrava que seria um adversário complicado. O argentino Delfino meteu duas bolas de três no início, dando uma acalmada nos torcedores no ginásio. Aos poucos, com uma defesa desorganizada, o Knicks via Milwaukee fazer cestas tranquilas e abrir grande diferença no placar.

O jogo passou e finalmente o Knicks conseguiu fazer uma boa defesa e vinha tirando a diferença. No início do 4º período, a diferença era de apenas 2 pontos. Mas como o Zé Boquinha disse na transmissão da ESPN, o Stoudemire está jogando fora de posição, Melo está forçando mais do que forçava no Nuggets e vem tomando decisões preciptadas. Andrew Bogut fez a festa, distribuindo toco atrás de toco. Com o armador Brandon Jennings pegando fogo, o Bucks abriu novamente uma diferença confortável no marcador e venceu. Stoudemire perdeu a calma e já começa a se irritar com as seguidas derrotas. E ao fim de jogo, os mais de 19 mil torcedores vaiaram o time. Crise em New York!

Se você quer emoção em uma partida de basquete, emoção foi o que não faltou no Rose Garden, em Portland. Primeiro de tudo, um jogo muito equilibrado. Com o Spurs tomando a iniciativa, porém, um Blazers que não dava descanso nunca. Mais uma vez o brasileiro Tiago Splitter formou o quinteto titular do time do Texas e teve boa atuação: 11 pontos e 7 rebotes em 22 minutos em quadra. O jogo permaneceu equilibrado até o fim. Quando uma equipe conseguia abrir uma boa vantagem, a outra encostava rapidamente. Nos minutos finais, com o jogo 96-92, Tony Parker perde uma bola na defesa e vê Portland encostar: 96-94. Na última posse de bola do Spurs, Manu Ginobili perde a bola e Matt Bonner faz uma falta com 9 décimos para serem jogados. Nicolas Batum acerta os lances livres e deixa tudo igual. Na tentativa de vitória, Steve Novak erra o passe de forma bizonha e dá a chance para os Blazers ganharem o jogo. E foi isso mesmo que aconteceu. Em uma ponte aérea, Nicolas Batum o herói da noite, converte a cesta no estouro do cronômetro. Agora eu tento imaginar o que o Greg Popovich vai fazer com seus jogadores. No twitter, quando a bola era do Blazers, eu comentava: “se o Spurs chegar a perder esse jogo, tenho dó dos jogadores. Popovich vai enlouquecer.”.

Vale a pena falar:

Vale a pena falar do ataque do Golden State Warriors na vitória sobre o Toronto Raptors. O time terminou o primeiro tempo com incríveis 84 pontos. Se eu não me engano, foi o recorde da temporada. Eu me recordo do Nuggets fazendo 80, mais que isso eu não lembro. O time ainda jogou forte no terceiro quarto, mesmo com muita vantagem no placar. Somente no último período eles tiraram o pé. Defesa do Raptors não apareceu.

Após as trocas, um dos times que mais se enfraqueceu foi o Charlotte Bobcats. Ontem o time de Michael Jordan viajou até Boston, e surpreendeu o vice-líder do leste. A situação é difícil, mas Charlotte ainda sonha com os playoffs. A briga é contra o Bucks e contra o Pacers. Se jogar como jogou ontem, pode continuar sonhando.

O Memphis Grizzlies quase surpreendeu de novo. Depois de ter derrotado o Celtics no TD Garden, o jogo era contra o Bulls. Com Derrick Rose mal nos arremessos de quadras, o Grizzlies até que abriu uma pequena vantagem no fim do jogo, mas caiu diante do líder da conferência leste. Mas mostra que os Ursos estão bem, mesmo sem Rudy Gay, que está fora da temporada.

No clássico de Los Angeles, outra vez deu Lakers. Kobe marcou 37 pontos e terminou como cestinha da partida. A vitória mantém o Lakers em segundo lugar na conferência oeste. O Clippers acumula sua 45ª derrota na temporada.

Ah, não posso me esquecer da vitória do Cleveland Cavaliers sobre o Detroit Pistons. Os Cavs estão vencendo pouco na temporada. Eu seria muito, mas muito injusto se não lembrasse desse fato. Quando isso pode ocorrer de novo?

Todos os resultados:


Indiana Pacers 93 x 110 Sacramento Kings
Orlando Magic 95 x 85 New Jersey Nets
Boston Celtics 81 x 83 Charlotte Bobcats
Cleveland Cavaliers 97 x 91 Detroit Pistons
Miami Heat 111 x 99 Philadelphia 76ers
New York Knicks 96 x 102 Milwaukee Bucks
Chicago Bulls 99 x 96 Memphis Grizzlies
Oklahoma City Thunder 111 x 103 Minnesota Timberwolves
Denver Nuggets 114 x 94 Washington Wizards
Phoenix Suns 100 x 106 New Orleans Hornets
Portland Trail Blazers 98 x 96 San Antonio Spurs
Golden State Warriors 138 x 100 Toronto Raptors
Los Angeles Lakers 112 x 104 Los Angeles Clippers

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!