Acompanhe aqui:

25 de março de 2011

Bolas de 3 caem no fim, e Dallas bate os Wolves; Utah perde e praticamente dá adeus aos playoffs



Vida fácil foi o que o Dallas Mavericks não encontrou no jogo contra o Minessota Timberwolves. Dificultando até o fim, os Wolves chegaram a passar a frente no placar nos últimos minutos do quarto período, porém, as bolas de 3 de Jason Terry foram mortais e os Mavs venceram a 50ª partida na temporada. Eu particulamente achava que seria um jogo tranquilo, aquele que são mais de 20 pontos de diferença. O primeiro período já mostrava que seria um jogo difícil, com um Minessota não se intimidando com os mais de 20 mil torcedores na American Airlines Center. Com o passar do tempo, os Mavs passaram a frente, mas sem abrir uma grande diferença, sempre com o adversário perto no marcador. Se por um lado foi uma vitória apertada, é uma vitória importante, que mantém o time de Dallas na briga pela segunda colocação na conferência oeste, contra o Lakers. Anthony Randolph, dos Wolves, terminou o jogo como cestinha: 31 pontos. O alemão Dirk Nowitzki não ficou muito atrás, anotando 30 pontos.

Antes de começar a falar da partida entre Utah Jazz e New Orleans Hornets, já me atrevo dizer que o time de Salt Lake está fora dos playoffs. Era um jogo importante, contra uma boa equipe. Uma vitória daria uma moral enorme para o Jazz, que perdeu na prorrogação. Agora o time está com campanha negativa: 36 vitórias e 37 derrotas. E foi aquela derrota que deixa qualquer pessoa desanimada. Após converter dois lances livres, Utah abriu 2 pontos de vantagem com apenas 1 segundo no relógio. Em uma jogada totalmente esquisita e desesperada, Okafor acertou o arremesso no estouro do relógio, empatando uma partida. Na prorrogação, não deu para o Jazz, vitória de New Orleans. Aí eu pergunto a você, leitor do blog: tem derrota pior que essa? David West e Chris Paul com 29 e 24 pontos respectivamente, foram os destaques dos Hornets. Paul Millsap acabou como o melhor jogador de Utah: com 33 pontos e 11 rebotes. Sigo dizendo que a saída do Deron foi algo que "matou a equipe"...

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!