Acompanhe aqui:

22 de janeiro de 2011

As trocas que fizeram bem ao Magic


O Orlando Magic teve um bom início de NBA. Enquanto o Miami Heat tropeçava, Orlando, juntamente com Boston e Atlanta, abriam uma boa vantagem nas primeiras posições da conferência leste. Só que algo desandou no time da Flórida e a equipe começou perder jogos com freqüência, e aquela boa vantagem conquistada no início, foi por água abaixo.

Vendo isso acontecer, o diretor técnico Otis Smith notou que precisava de mudanças urgentes. Viu que tinha um bom técnico em mãos, mas uma equipe que não estava rendendo. Fez trocas com Washington Wizards e Phoenix Suns. Ótimas trocas. E não foi apenas no sentindo de ter conseguido bons jogadores, mas sim porque se livrou dos dois maiores salários da franquia. Mandou Rashard Lewis para os Wizards e recebeu o armador Gilbert Arenas. Com o time do Arizona, o Magic enviou Vince Carter ( 17,3 milhões nessa temporada), Marcin Gortat e Mikael Pietrus, recebendo Jason Richardson, Earl Clark e um ex-jogador do clube, Hedo Turkoglu.

Eu, sinceramente, nunca gostei do Lewis. Aparecia pouco, se escondia, parecia que tinha medo de aparecer mais que Dwight Howard. A temporada dele estava péssima. Vince Carter é bom jogador, mas vem caindo de produção a cada temporada. Sumia nas horas que o Magic mais precisava, principalmente nos playoffs. Ambos recebiam muita coisa e não faziam por merecer.

Agora Orlando tem um grande elenco, um ótimo quinteto inicial e um banco que não faz o ritmo do jogo da equipe diminuir. Jason Richardson e Turkoglu entraram e deram outra cara à equipe, Arenas fica no banco, e quando substitui Jameer Nelson, entra bem. Outros jogadores da equipe que me agradam é J.J. Reddick e Ryan Anderson, ambos do banco de reserva. Com a equipe “nova”, acabou a sequência de derrotas, o time se encontrou e voltou a vencer (jogos difíceis, inclusive). Estamos na metade da temporada regular e esse time do Magic parece que já joga um bom tempo junto. Só quero ver como se sai nos playoffs. Na temporada passada o time chegou na final de conferência (derrota para o Celtics). Na minha opinião, o elenco melhorou bastante e tem totais condições de chegar a final da liga, e por que não, vence-la? Além do mais, conta com uma torcida apaixonada, que todos jogos compram todos os bilhetes nas partidas do Amway Center.

Pode se dizer que foi um grande acerto do diretor técnico, Otis Smith. Agora é deixar tudo nas mãos do técnico Stan Van Gundy.

1 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!